Suggestopedia

SUGGESTOPEDIA

[posted by Suelem]

1. BACKGROUND

Sugestologia, ou suggestopedia,foi  um método criado nos anos 70 pelo psicoterapeuta búlgaro Georgi Lozanov, inspirado em técnicas de relaxamento yoga. Suggestopedia baseia-se na idéia principal de que línguas podem se aprendidas melhor em sessões caracterizadas por relaxamento mental, ambiente confortável, música ambiente e leitura de diálogos com ênfase na memorização de vocabulário e uso freqüente da língua materna para discutir significados. As atividades preconizadas, não são centradas no aprendiz, em seus interesses e necessidades, mas sim no professor, que desempenha um papel central e autoritário.

Embora possamos classificar a suggestopedia como uma idéia interessante, nos meios acadêmicos dos países ocidentais a teoria recebeu duras críticas pelo uso excessivo de jargão por parte de Lozanov ao propor suas idéias, bem como pela ausência de fundamentação científica. Por ser de aplicabilidade e eficácia duvidosas, mostra pouca aceitação.

2. APPROACH

-Teoria da Linguagem: Apesar da estrutura tradicional, eles utilizavam o método com ênfase na memorização do vocabulário, textos, de tudo que eles pudessem adquirir com rapidez para atingir a meta deles, o que de fato eles queriam. Para eles, a língua era aprendida como se fosse um “material” e o professor (como autoridade da sala) os ajudavam dando as “direções”.

-Teoria do Aprendizado: O aprendizado acontecia por “sugestão”. Enquanto os alunos estavam em um ambiente relaxado (muitas vezes com fundo musical) onde os estimulavam a aprender, eles recebiam as instruções (como direções), para que pudessem desenvolver o aprendizado. Então, o ambiente da sala de aula, os instrumentos utilizados ( como: música, jogos, etc.), a maneira que o professor instruía, o formato dos objetos utilizados, tudo isso influenciava no aprendizado. Quanto à forma que o assunto era exposto, o professor separava em etapas. Primeiramente ele lia, por exemplo, uma fase três vezes seguida juntamente com os alunos, como o intuito que os mesmos conseguissem assimilar a “mensagem”. Já na segunda parte, o mesmo material era exposto de uma maneira diferente, de forma mais realista e dramática, utilizando de entonação e ritmo, fazendo com que os alunos visualizassem o contexto e adicionassem aquele conhecimento prévio (da primeira parte) que já tinham. Sendo assim, acreditava-se que o ambiente e a forma de aprendizagem em si estavam interligados, dando resultados muito bons uma vez que a concentração era bem maior.

3. DESIGN

Objetivo: Estimular o aluno a ter competência rápida de comunicação, onde o principal foco era ensiná-los a falar e a compreender, e não basicamente memorizar. Os alunos eram instruídos a focar no que realmente eles precisavam aprender e a língua era apresentada de forma que ela fizesse uso das influencias inconscientes.

-Syllabus: O curso durava 30 dias, onde possuía um total de 10 unidades para estudo. As aulas aconteciam 6 dias da semana, e eram estabelecidas 4 horas por aula. O foco principal era estabelecer um diálogo (em cada unidade) que possuísse de 1-200 palavras, utilizando a parte de vocabulário e de gramática. Uma unidade é dividida em 3 dias: 1ºdia/ 2º dia todo/ 3º meio dia, onde no 1º é discutido todo o assunto do dialogo sem entrar na parte estrutural. O professor tira as dúvidas aparente e tudo mais. Já no 2º e no 3º são divididos em primeira e segunda parte da elaboração do texto. Sendo assim a primeira: imitação, perguntas e resposta e a própria leitura e a segunda: a elaboração em si do texto, estimulando eles a fazerem novas tentativas e combinações. No último dia de curso, o aluno é impulsionado a fazer uma apresentação baseado no que ele aprendeu, mostrando seu desempenho, onde cada aluno participa também.

Tipos de Atividade: Atividade envolvendo técnicas de jogos, de música, de visualização imaginárias de cena, de escuta de leitura de olhos fechados, de  improvisação,  de dramatização, imitação, mímica, de abrandamento; que estimulem iniciativa, que façam uso de perguntas e resposta, que façam uso de exercícios de áudio (listening) – citado como o mais usado.

-Papel do Aluno: Papel passivo, uma vez que ta recebendo instruções tanto do professor como do material recebido.

-Papel do Professor: Papel ativo, pois como instrutor ele tem que criar situações em que o aluno é mais sugestivo e presente onde o encorajem a ter uma boa recepção e aquisição, não esquecendo nunca de esbanjar autoridade e confiança aos seus alunos.

-Papel do Material: Consiste basicamente em textos interessantes, áudio, aula móveis (tipo, ambientes diferente, em lugares diferentes), material que chamem atenção deles e faça-os criarem uma lembrança em relação ao assunto.

4. PROCEDURE

O procedimento pelo que foi demonstrado é basicamente o mesmo, variando apenas de acordo com o tipo de atividade será utilizada e suas adaptações.  Mas sempre dando ênfase no sentimento dos alunos, na necessidade de ativação da potencializarão das atividades, apresentando o conteúdo em fase receptiva e fase ativa.

~ por Sérgio Freire em maio 26, 2009.

3 Respostas to “Suggestopedia”

  1. é a Suelem que tem que fazer!

  2. recebido o email..será postado hoje
    ps:levarei impresso já que a prova é quarta!

  3. Olá, sou treinado e certificado pelo Dr. Georgi Lozanov em Suggestopedia/Desuggestopedia. Os conceitos apresentados estão incorretos sobre a Suggestopedia. Caso queira informações sobre como funciona a verdadeira Suggestopedia, visite nosso website http://www.lozanov.com.br ou faça parte de nosso grupo de discussão: http://br.groups.yahoo.com/group/suggestopedia

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: